Buscar

10 maneiras de incluir comidas saudáveis nas refeições das suas crianças

Atualizado: 31 de Mar de 2018



Eu gostaria que quando eu nasci este tipo de informação já estivesse disponível. Todavia, para o meu azar, naquele tempo predominava a crença que um bebê saudável era o famoso bebê Johnson, isto é gordo, balofo.

A consequência: as mães queriam ter os filhos mais gordos e, automaticamente, os mais pesados e, como sabemos, isto é péssimo para a saúde.

Hoje, há um consenso sobre o que é saudável e vamos ver, a seguir, 10 dicas para as crianças terem uma vida mais saudável e poderem crescer para se tornarem adultos mais saudáveis.

1. Comer pode ser divertido: Por isso, sentar-se à mesa com a família ou com os colegas é não somente agradável, mas pode também ser divertido. É interessante ver o que as outras pessoas gostam de comer. Você varia o cardápio das suas crianças todos os dias? Quantos diferentes tipos de legumes e de frutas as crianças são capazes de identificar numa mesa?

2. O café da manhã ou desjejum é muito importante: Depois de uma noite bem dormida, os novos níveis de energia estão baixos e necessitam de reposição. Desta forma, o desjejum é chave para começar bem as atividades diárias. Então, neste momento, é recomendada uma dieta rica em carboidratos.

3. Dieta variada é uma boa: O corpo humano necessita de mais de 40 diferentes nutrientes. E não há um só alimento que contenha todos eles. Consequentemente, precisamos associar vários diferentes tipos de alimentos, e, por esse motivo, uma das melhores maneiras de fazer isto é comer de tudo e experimentar comidas diferentes. Se possível, varie o cardápio todos os dias.

4. Capriche nos carboidratos: Aproximadamente metade das calorias da nossa dieta é proveniente dos carboidratos. Portanto, é uma boa ideia incluir pelo menos um tipo destes alimentos em cada refeição. Entre os carboidratos estão o pão, as massas em geral e os cereais entre outros. É importante lembrar que as crianças necessitam de energia para gastar nas suas atividades diárias e também para crescer.

5. Ensine as crianças a gostar de legumes e de frutas: Não apenas estes alimentos devem ser incluídos em todas as principais refeições, como também nos pequenos lanches. Varie bastante.

6. Limite a ingestão de gorduras: Nós precisamos de alguma quantidade de gorduras na nossa dieta, porém, o excesso de gorduras, principalmente as gorduras saturadas podem, se comidas em excesso, ser prejudiciais à saúde.

7. As crianças devem beber bastante líquido: Porém, cuidado ao escolher o que dar às crianças. Refrigerantes, principalmente os gasosos devem ser evitados ou limitados. O melhor liquido é a água. Lembrar que as crianças precisam de quantidades maiores de alguns nutrientes como as vitaminas e minerais (entre eles o cálcio) para crescer.

8. Lanches: As crianças devem comer lanches, porém, eles não devem substituir as refeições principais. Os lanches devem ter uma menor quantidade de alimentos que as refeições principais, ser variados e balanceados, ao considerarmos o conjunto de toda a alimentação.

9. Cuidar dos dentes: Além de visitas regulares ao dentista, as crianças devem escovar os dentes regularmente, pelo menos duas vezes por dia.

10. Atividade física: Naturalmente, as crianças têm uma atividade física intensa. Porém, vale a pena introduzir algum tipo de atividade organizada, coordenada e na qual a criança comece a se acostumar a realizar esforços em conjunto com outras crianças, como, por exemplo, ocorre em algum tipo de jogo, como o futebol. Como atividade individual, a natação é ótima. Tome cuidado para não sobrecarregar as crianças. As crianças devem ter algum tempo livre para simplesmente brincar.

26 visualizações